Ar-Condicionado: 11 Cuidados para o bom funcionamento.

O sistema de ar-condicionado para carros torna o tráfego diário muito mais agradável e seguro. Afinal, ele mantém o ambiente em temperatura confortável e possibilita realizar as rotas com as janelas fechadas, o que aumenta a proteção contra uma possível abordagem nas ruas.

18/02/2021 - 17:27min

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

img524958 minutos para ler
AR-CONDICIONADO: 11 CUIDADOS PARA O BOM FUNCIONAMENTO

Além disso, ele também é útil nos dias chuvosos, visto que não deixará o seu vidro ficar embaçado.

Com tantas vantagens, comprar um carro com ar-condicionado é imprescindível. E, como todo componente de um veículo, ele precisa de manutenções periódicas e cuidados básicos.

Saiba como manter o ar-condicionado para carros em boas condições com as nossas dicas práticas abaixo!

1. Utilize o sistema com frequência

Um sistema que é utilizado raramente pode manter a umidade em seu interior, o que propicia o crescimento de fungos e bactérias e o acúmulo de poeira. Dessa forma, quando o dispositivo for ligado, pode apresentar um odor desagradável, além de afetar a qualidade do ar que é jogado para o interior do veículo.

Além disso, a não utilização faz com que as borrachas do sistema sequem e deixem de fazer uma boa vedação, permitindo o escape de gás refrigerante. Assim, é interessante usar o ar-condicionado para carros no mínimo duas vezes por semana por cerca de 10 minutos e realizar a troca do filtro.

2. Efetue a recarga de gás quando necessário

O gás do sistema é usado para refrigerar o ar filtrado pelo aparelho. Porém, ao longo dos anos, o gás escapa aos poucos, o que pode deixar o seu carro sem um sistema de refrigeração eficaz. Para evitar esse problema, é preciso repor o gás a cada dois ou três anos.

3. Não ligue o carro com ar-condicionado ligado

Esse é um cuidado muito importante quando falamos sobre ar-condicionado para carros, especialmente porque diz respeito a outros componentes do veículo.

É o caso, por exemplo, da bateria. Se a ideia é garantir que ela tenha uma vida útil mais longa, a dica é ligar o carro com ar-condicionado desligado. Caso contrário, ela pode ser afetada, pois será preciso mais carga elétrica para que o veículo entre em funcionamento.

4. Invista em produtos para manutenção do ar-condicionado do carro

É possível fazer a higienização do ar com um spray para matar bactérias e fungos presentes no sistema e suas tubulações. Esse produto pode ser facilmente encontrado em lojas especializadas de veículos ou até em supermercados, custando cerca de R$25,00. Normalmente a recomendação é aplicá-lo com os vidros fechados e o ar-condicionado no máximo, no modo recircular.

5. Entenda o melhor momento para ligar o ar-condicionado

Quando o motor está com uma rotação acima de 3.000 rpm, a ação de ligar o ar pode danificar o compressor. Por isso, se o carro estiver em movimento, o condutor deve diminuir a rotação do motor pisando na embreagem e, aí sim, aproveitar esse espaço de tempo para ligar o equipamento.

Vale lembrar que a ação mais correta é ativar esse dispositivo após o motor estar ligado e a partida ter sido dada.

6. Esteja atento a barulhos estranhos e possíveis vazamentos

As avarias mecânicas podem acometer o sistema e impedir o bom funcionamento do seu ar-condicionado. Como exemplo, podemos citar a avaria do condensador, a não lubrificação do compressor e o não funcionamento das válvulas. Normalmente, esses problemas podem produzir barulhos estranhos.

Além disso, é comum que sistemas de refrigeração tenham um tubo de drenagem para deixar escapar a umidade do ar. No entanto, se você notar poças de água com frequência embaixo do carro, é preciso verificar se há algum vazamento no sistema do ar-condicionado.

Nessa situação é necessário procurar um técnico especializado e evitar o seu uso.

7. Providencie a limpeza do ar

É essencial que o sistema de ar-condicionado passe por uma limpeza a cada seis meses. Esse processo deve ser feito independentemente da frequência de uso ou do tipo de equipamento.

Afinal, sem a manutenção adequada, fungos e bactérias podem se proliferar, atrapalhando a qualidade do ar e causando doenças.

Normalmente a limpeza do ar-condicionado é feita nas revisões, por uma equipe especializada que, além de realizá-la, verifica as condições do filtro de ar, das grades, da tubulação e substitui itens danificados. Além disso, esse processo também conta com produtos especiais para esse tipo de sistema, o que garante a qualidade do serviço e sua maior duração.

8. Tenha atenção ao mau uso da recirculação

A função de recirculação do ar-condicionado para carros tem como objetivo evitar a troca entre o ar externo e interno do veículo. Normalmente, ela é usada quando circulamos por locais com odores muito fortes, como atrás de um caminhão ou em uma estrada cheia de poeira. Mas, além disso, ela também ajuda a tornar o processo de refrigeração mais rápido.

Porém, é essencial que essa função não fique ativada por muito tempo. O motivo é simples: se o ar não é trocado, aquele preso no interior do veículo pode ficar viciado e com níveis mais baixos de oxigênio. Se o período de uso desse ar “preso” for muito grande, o condutor e os passageiros podem apresentar sinais de cansaço e sono. Ou seja, temos ainda o fator segurança que deve ser considerado.

9. Limpe ou troque o filtro de ar

O filtro de ar retém em seu interior todas as impurezas do ambiente externo, deixando puro o ar dentro do veículo. Além disso, ele impede que as peças e o motor do carro sejam danificados, uma vez que não deixa poeiras e demais sujeiras chegarem até esses componentes.

Não existe um prazo correto para realizar a troca do filtro de ar, mas é necessário que ele seja analisado a cada seis meses. Isso porque a sua duração dependerá da frequência de uso e se o veículo roda por vias com muita poluição.

Um filtro de ar limpo é totalmente branco. Com o uso, ele adquire uma cor acinzentada ao preto. Se, após sua limpeza ele não retornar ao branco ou apresentar manchas escurecidas, é necessário substituí-lo, comprando um novo filtro.

Para descobrir a sua localização, é preciso consultar o manual do fabricante. Porém, na maioria dos veículos, ele fica dentro da cabine, sendo necessário retirar o painel. A dica é prestar atenção ao retirar as peças, visto que será necessário remontá-las.

É importante salientar que um filtro de ar sujo, além de interferir na qualidade do ar, pode fazer com que o sistema fique sobrecarregado, uma vez que impede o fluxo correto de ar e reduz o seu rendimento. Dessa forma é imprescindível trocá-lo ou realizar a sua limpeza.

10. Evite fumar com o equipamento ligado

Fumar dentro do veículo com ar-condicionado ligado é algo muito complicado. A fumaça expelida, além de ficar circulando dentro do carro e se impregnar no equipamento, penetra o estofamento, o que pode armazenar toxinas e causar um cheiro muito forte com o tempo.

11. Fique atento ao carro sob o sol forte

Muitos condutores não sabem que é preciso tomar alguns cuidados com o ar-condicionado para carros quando o veículo fica estacionado por um longo tempo sob sol forte.

A primeira coisa que deve ser feita para evitar que o aparelho seja prejudicado é abrir os vidros e portas. Depois de alguns segundos, o motorista já pode sair com o carro com os vidros ainda abertos. A ideia é expelir todo o ar quente do interior. Aí sim, o ar-condicionado pode ser ligado.

Uma segunda dica é direcionar as saídas do equipamento para cima, com isso, o ar frio desce e resfria mais rapidamente as áreas maiores. É interessante não deixar a função recircular ligada, pois o ar-condicionado acabará usando o ar quente, o que tornará todo o processo de refrigeração mais lento.

Cuidar do ar-condicionado para carros é um processo simples. Na realidade, basta apenas que o proprietário do veículo fique atento aos pontos e dicas de manutenção destacados aqui para garantir o bom funcionamento por muito mais tempo.

FONTE: blog.hpoint.com.br




Tags:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
*Os comentários dos usuários não representam a opinião da APS Distribuidora, a responsabilidade é integralmente do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Abrir chat
1
Chame no WhatsApp!
Olá 👋
Como podemos ajudar?