Cai o número de mortos em acidentes com pedestres

O total de mortes no trânsito de São Paulo também declinou no primeiro semestre: 15,4%.

18/09/2012 - 08:21min

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
img22334

Apesar de haver resultado positivo na campanha de respeito ao pedestre em São Paulo –com recuo de 18,1% de vítimas fatais no primeiro semestre de 2012 comparado ao mesmo período de 2011–, os últimos meses do levantamento revelam aumento expressivo de mortes de quem anda a pé pela cidade.

As mortes por atropelamento, que despencaram de 49, em abril, para 30, em maio, voltaram a crescer de forma acentuada em junho: 46.

Foi a maior variação registrada (53%) na comparação entre os meses desde o início do programa, em agosto de 2011. O número de maio, contudo, também foi o menor da série, que teve seu ápice em outubro do ano passado, com 56 mortes.

O retrato vem de levantamento da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), baseado em boletins de ocorrência e de registros no IML (Instituto Médico Legal).

Como não houve divulgação da evolução mensal de multas aplicadas pela CET a quem desrespeita o pedestre, não é possível afirmar que a fiscalização tenha diminuído no período.

O número geral de multas relativas ao programa de proteção a quem circula a pé, de 8 de agosto de 2011 a 6 de setembro de 2012, é de 277.569.

“As oscilações ocorrem, como essa de junho, mas a tendência é que a redução das mortes continue no segundo semestre. A expectativa é chegar a uma marca bem significativa de diminuição no final do ano”, afirmou Luiz de Carvalho Montans, gerente de educação e segurança de trânsito da CET.

O total de mortes no trânsito de São Paulo também declinou no primeiro semestre: 15,4%. Foram 714, nos seis primeiros meses de 2011, contra 604, em 2012. As mortes de motociclistas diminuíram 23% no semestre, segundo a tabulação.

A meta estabelecida pela prefeitura para o recuo dos acidentes fatais envolvendo quem anda a pé é de 50%. Durante todo o ano de 2011, 617 pessoas morreram andando pelas ruas da capital paulista, número 2,1% menor que em 2010.

Fonte: www.noticias.bol.uol.com.br

Tags:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
*Os comentários dos usuários não representam a opinião da APS Distribuidora, a responsabilidade é integralmente do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Abrir chat
1
Chame no WhatsApp!
Olá 👋
Como podemos ajudar?