Volvo projeta retração de 6% no mercado de caminhões pesados 

Apesar da desaceleração, companhia pretende avançar com linha VM

05/03/2012 - 08:50min

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
img20715

Depois do recorde registrado em 2011, a Volvo espera uma leve desaceleração no mercado de caminhões pesados no País este ano em torno de 6%. As vendas devem cair de 112 mil para 105 mil veículos com o início da nova etapa do programa de controle de emissões para veículos comerciais, o Proconve P7 ou Euro 5. Apesar disso, “este deve ser o segundo melhor ano para o setor no País”, lembra Bernardo Fedalto, gerente de vendas da linha F que acumula agora a função com a de diretor comercial da companhia para o Brasil.

Com um total de 19 mil unidades no mercado nacional, os emplacamentos da montadora aceleraram 24,5% no ano passado. O desempenho garantiu ganho de 1,3 ponto porcentual em participação nas vendas, para 11%. Entre os pesados, a empresa afirma ter garantido fatia de 17%, com liderança no segmento. Outro marco foi o FH440, caminhão mais vendido da categoria pelo terceiro ano consecutivo.

A montadora registrou crescimento acelerado no País nos últimos anos. Em 2008 a marca sueca comercializou 9,6 mil unidades no mercado nacional, cerca de metade do volume atual. Em 2012 a companhia não pretende acompanhar a retração esperada para o mercado. “Queremos garantir novamente a liderança em pesados e crescer com a linha VM”, projeta Fedalto.

As vendas da família de semipesados da marca deram um salto de 40% em 2011. O principal impulso para a alta é o setor de construção, que deve continuar aquecido este ano. A Volvo estuda ainda oferecer o câmbio automatizado i-shift para os semipesados.

Euro 5

Depois das férias coletivas, encerradas em 20 de janeiro, a Volvo iniciou a produção dos caminhões Euro 5. Segundo Fedalto, os estoques de veículos Euro 3 já estão no fim. “Ainda temos algumas unidades VM, mas quase nada da linha F. Depois do carnaval já será tudo novo”, explica.

O preço dos caminhões com tecnologia SCR para atender à nova norma de emissões é 10% a 15% maior do que o dos modelos anteriores. As concessionárias da marca, no entanto, estão comercializando unidades com reajustes inferiores a este. A empresa espera demanda ainda baixa no primeiro trimestre, mas aquecimento dos negócios ao longo do ano. A expansão das vendas será acompanhada ainda da ampliação da rede, que deve ganhar cinco novos pontos em 2012 e encerrar o ano com 90 lojas.

América Latina

As exportações da Volvo, que abastecem principalmente os mercados latino-americanos, também registraram avanço expressivo no ano passado. Com cerca de 4 mil veículos, os volumes cresceram cerca de 120%. Os embarques foram principalmente de unidades da linha F.

O total comercializado na América Latina, somando o mercado brasileiro, foi de 25,2 mil caminhões. O resultado é 35% superior ao anotado no ano anterior. Com o volume, a companhia garantiu faturamento de US$ 5,2 bilhões na região.

Assista à entrevista exclusiva com Bernardo Fedalto, diretor de comercial da Volvo Trucks para o Brasil:

youtube_-411gKYDG80

Fonte: Automotive Business

Tags:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
*Os comentários dos usuários não representam a opinião da APS Distribuidora, a responsabilidade é integralmente do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Abrir chat
1
Chame no WhatsApp!
Olá 👋
Como podemos ajudar?