Aditivo de Radiador: para que serve? Quando devo trocar?

28/12/2016 - 15:53min

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Neste artigo, quero compartilhar com vocês maiores detalhes do porque colocar aditivo no sistema de arrefecimento do seu carro. Muitas pessoas tem o costume de, quando notam variação no volume de líquido no radiador, completar somente com água. Esta pode ser uma solução emergencial, mas não deve ser usada como definitiva.

img29383

Quando você percebe que está com água do radiador abaixo do normal, deve se preocupar um pouco. Falo isso porque se está sumindo água, ela está vazando por algum lugar. Ao contrário do óleo do motor, onde ele consome um pouco por natureza, o líquido de arrefecimento possui um sistema fechado, e portanto, as variações de volume não são permitidas.

Também vale a regra de se respeitar o volume máximo tolerado no reservatório. Todos tem uma marca. Existe uma área dele que obrigatoriamente tem de trabalhar somente com vapor sobre pressão (por isso o nome do reservatório é reservatório de expansão). Caso contrário, a eficiência de todo sistema será comprometida.

img29391
img29392

Exemplos de reservatórios com nível de líquido correto

Ok, sabemos que a água no radiador é importante porque senão o motor aquece e existe todo um prejuízo ao motor envolvido (mais uma vez verifique quanto custa uma retífica de motores). Mas, porque usar o aditivo?!?

O aditivo de radiador é responsável por alguns fatores:

1º) Proteger todos os componentes envolvidos no sistema de arrefecimento.

Toda e qualquer peça envolvida (mangueiras, bomba d’água, bloco do motor, válvulas, radiador, etc) sofre aquecimento e resfriamento constantes, ou seja, são muito solicitadas. Quando você usa só agua, o bloco do motor, que é de ferro fundido, começa a criar corrosão nas galerias de arrefecimento internas. Os selos, que são umas tampas metálicas, também começam a apresentar corrosão, e podem ser perfurados causando vazamentos. Por mais que estejam com água, as mangueiras de borracha passam a ficar ressecadas, porque somente a água não garante hidratação à elas. Por causa do material de ferrugem gerado dentro do motor, o radiador pode entupir e, nele mesmo, também existem partes plásticas que ficam ressecadas com o tempo e qualquer vibração da peça, usando o veículo normalmente, pode causar uma pequena trinca, e por ela, passará todo o líquido de arrefecimento.

img29384

Exemplo de corrosão em bomba d’água por falta de aditivo no sistema de arrefecimento

Caso você não tenha o costume de verificar o líquido de arrefecimento, aproveite quando for checar o óleo e olhe para seu reservatório. Veja a cor dele, pois normalmente ele é transparente e, sem nem abrir a tampa dele, você já pode avaliar o nível. Caso ele esteja escuro e não seja possível ver nada, corra ao mecânico e peça para ele fazer a troca com limpeza com certa urgência.

img29382

Líquido sujo

2º) Elevar a temperatura de ebulição (ou evaporação) da água.

Lembra das aulas de química na escola??? Quando a gente via isso na escola não dava muito valor, mas para o sistema de arrefecimento do carro, esta informação é muito importante. A água evapora à 100°C, e quando ela está sozinha no motor, isso também acontece, mas como o sistema é selado, ela não sai de lá. Quando é colocado aditivo no sistema, ele muda a composição da água, e ela por exemplo, passa à evaporar à 110°C…115°C. Isso quer dizer que, ela vai garantir mais segurança ao motor, e fará com que ele trabalhe na temperatura ideal com mais facilidade, sem ter de ligar o eletro ventilador toda hora, por exemplo. Pode perceber a quantidade de vezes que ele “dispara” quando você usa só água.

3º) Reduzir a temperatura de congelamento.

Assim como a água evapora à 100°C ela congela à 0°C, certo? Então, como seria nos países onde a temperatura ambiente chega à -30°C??? O aditivo também tem a função de alterar essa temperatura de congelamento e garantir que o líquido tenha a mesma fluidez no sistema de arrefecimento. Desta forma, nossos amigos Europeus, não tem de se preocupar quando forem usar seus veículos.

Diluição…

Quando seu mecânico troca o líquido de arrefecimento, ele tem de colocar uma porção de água, para uma porção de aditivo, pois senão a eficiência do sistema também é afetada (os manuais técnicos dos fabricantes indicam qual é a proporção). Ele também tem a opção de comprar um aditivo já diluído e pronto pra uso, mas precisa saber se atende ao que a montadora pede.

Ai que está o detalhe…Se você precisar por algum motivo completar com água porque teve queda no nível de líquido do reservatório, esta proporção é perdida, e aí você começa a ter mais água do que aditivo no sistema. Então, mais uma vez eu digo pra você: Vá ao seu mecânico e veja o que está acontecendo. Assim evita maiores prejuízos.

A situação mais crítica para o sistema de arrefecimento é quando a temperatura normal de trabalho é alcançada no motor (Cerca de 90°C aproximadamente). Neste momento, a pressão interna no sistema é alta. Quando seu mecânico testar, ele vai simular esta pressão com uma bomba, que já é conhecida dele, e deixar tudo pressurizado. Em alguns casos, o sistema deve ter pressão durante algumas horas, para aí sim haver o vazamento. Se não for desse jeito, você pode nunca encontrar o problema. Aí está a importância de confiar seu carro a um bom mecânico para fazer todo o diagnóstico e reparo.

img29387
Mais problemas…

Existe mais uma peça que não citei pra vocês antes que é a tal válvula termostática. Tem muita gente que tira essa peça e nem sabe pra que ela serve.

img29385

O arrefecimento de um motor funciona a maior parte do tempo bem quente. Dessa forma, qual é a idéia da válvula termostática. Quando o motor está frio, ela fica fechada, e mantém água circulando somente dentro do motor. Isso faz com que a temperatura do líquido de arrefecimento aqueça mais rápido. Quando a temperatura de abertura é alcançada, ela se abre automaticamente e libera fluxo de líquido para o radiador, para troca de calor e consecutivamente resfriamento. Assim que a temperatura do líquido cai de novo, ela fecha, e volta a permitir fluxo só dentro do motor. O fato é que, quando você tira ela, essa temperatura do líquido tende à demorar muito mais pra chegar na temperatura normal de trabalho. O motor tem um sensor que mede a temperatura desse líquido, e enquanto ela não é alcançada, o sistema de injeção permite que o motor queime mais combustível para conseguir alcançar a tal temperatura ideal.

img29388
img29386

Como ninguém gosta de gastar dinheiro à toa, e o combustível está bem caro nos dias de hoje, faça as contas e você vai ver como vale a pena manter a Válvula Termostática.

Aproveito pra falar sobre mais um motivo para você manter o líquido de arrefecimento sempre com aditivo. Se tiver só água no sistema, ele também danifica essa válvula e ela pode travar em alguma posição. Se aberta ótimo, o fluxo vai ser constante e você somente vai gastar um pouco mais de combustível, agora, se ela trava fechada, e por acaso você não perceber a temperatura aumentar, o prejuízo pode ser ainda maior. Então, todo cuidado é pouco! ATENÇÃO!

Obrigado pela visita e claro, volte sempre!

Tags:

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
*Os comentários dos usuários não representam a opinião da APS Distribuidora, a responsabilidade é integralmente do autor da mensagem.

Deixe um comentário

Abrir chat
1
Chame no WhatsApp!
Olá 👋
Como podemos ajudar?