APS - Distribuidora

02 de agosto de 2021

Entenda como o frio extremo pode afetar seu carro e o que pode ser danificado.

O frio pesado vai perdurar em boa parte do Brasil até este domingo (2) e seu carro pode sofrer com as quedas de temperaturas.

img53424

Para que seu carro não te deixe na mão e te coloque em uma fria, é importante saber quais itens podem ser mais prejudicados com as atuais temperaturas.

Ainda que ele sejam testados nas condições mais extremas possíveis, superando os 40º C ou os -40º C, o que significa que são levados a situações bem mais extremas do que as que tem enfrentado nesse rigoroso inverno brasileiro, você precisa cuidar de alguns componentes não aguentar a situação.

Manter o tanquinho da partida a frio cheio é um fator importante. De preferência use gasolina premium, ela é mais cara, mas tem uma porcentagem de etanol menor, o que garante que seja mais eficiente no frio e tenha maior durabilidade já que é pouco usada.

Garantir uma partida fácil no inverno não é apenas significado de evitar aquela irritação básica quando o carro não pega, mas também menor desgaste da bateria e de todo o conjunto, incluindo o motor de arranque e o alternador.

Com a temperatura baixa, o motor exige mais desses componentes para dar a partida. Isso porque o óleo do propulsor fica mais denso, exigindo mais força para girar.

Se o sistema estiver em más condições, cria-se uma reação em cadeia, exigindo mais de todos esses itens, podendo levar a problemas em mais de um deles. Especialmente se o motorista ficar insistindo várias vezes tentando dar a partida.

Nos dias frios evite sair acelerando demais assim que der partida. Faça uma condução mais conservadora até que a temperatura do carro atinja o nível adequado.

O motivo disso é novamente o óleo do motor. Como ele fica mais grosso, digamos assim, ele demora mais para conseguir atingir a temperatura e viscosidade ideal para lubrificar todo o conjunto por igual. Isso pode gerar danos no atrito das peças internas, como pistões, anéis de vedação, entre outros, sem a lubrificação correta.

Se puder manter o carro em local fechado é o método mais adequado de guardá-lo. Isso porque, assim como a incidência direta de sol pode prejudicar a pintura, a geada e o frio extremo também pode cobrar caro na próxima visita a oficina.

Junto com a geada e o orvalho, gruda na carroceria e na pintura toda a poluição do ar e impurezas que podem danificar a pintura, tirando o verniz que protege a cor. O ideal é passar uma água para retirar essa camada e quando lavar aplicar cera de proteção.

img53423



Imagem 1
Imagem 1 de 0